Sindicalize-se agora!
14 de novembro de 2019
MENU 11 3363.3310

11 de fevereiro de 2019

Imprimir

Prefeitura de São Paulo descumpre legislação e publica matéria para selecionar profissionais não qualificados para fazer a segurança no carnaval da cidade

A Prefeitura de São Paulo publicou no site oficial do município (https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/desenvolvimento/noticias/?p=271028), na manhã de sexta-feira, 08/02/2019, uma matéria sobre a seleção de pessoas para trabalhar durante o Carnaval 2019, por meio das unidades do Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATe), administrado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Paulo.

Segundo a nota, serão mais de 1000 pessoas recrutadas para trabalhar nas atividades de auxiliar de limpeza, motorista, empurrador de carro alegórico, controlador de acesso e seguranças, sendo que a seleção se dará até o dia 12/02/2019.

Entretanto, embora seja gloriosa a iniciativa da Prefeitura de São Paulo em promover parcerias para gerar oportunidades de trabalho durante o carnaval que ocorrerá nas ruas e no Sambódromo do Anhembi, o fato da contratação dos profissionais de segurança ter o mesmo escopo das demais áreas que serão contratadas chama a atenção.

Vale informar que a Prefeitura já foi orientada pela Polícia Federal, órgão que regula e fiscaliza a atividade de segurança privada, acerca da necessidade de cumprimento da legislação da atividade, especialmente quanto a contratação de profissionais qualificados com capacitação para grandes eventos e, por conseguinte, de empresas regulares de segurança privada que possam garantir os direitos trabalhistas de tais profissionais e prestar um melhor serviço à sociedade que participará do evento.

A inobservância da legislação própria pela Prefeitura quanto a contratação de vigilantes é vexatória, pois carece de qualquer conhecimento da atividade da segurança privada e dos direitos trabalhistas assegurados em Convenção Coletiva de Trabalho, inclusive, desqualificando os vigilantes, que são profissionais que obrigatoriamente cumprem uma série de exigências contidas na Lei 7.102/83 (art. 16), dentre as quais: I – ser brasileiro; II – ter idade mínima de 21 (vinte e um) anos; III – ter instrução correspondente à quarta série do primeiro grau; IV – ter sido aprovado, em curso de formação de vigilante, realizado em estabelecimento com funcionamento autorizado nos termos desta lei; V – ter sido aprovado em exame de saúde física, mental e psicotécnico; VI – não ter antecedentes criminais registrados; e VII – estar quite com as obrigações eleitorais e militares e  que se submetem a cada dois anos em cursos de reciclagem e/ou de extensão com qualificação profissional para grandes eventos.

O SEEVISSP (Sindicato dos Vigilantes de São Paulo) repudia a atitude da Prefeitura que descumpre a legislação e a orientação contida no Ofício nº 25/2019/DELESP/DREX/SR/PF/SP da Delegacia de Controle de Segurança Privada do Departamento de Polícia Federal – Superintendência Regional em São Paulo, emitido em 15 de janeiro de 2019 e da orientação do próprio Ministério Público de São Paulo, em audiência pública ocorrida em 22 de janeiro de 2019.

O SEEVISSP tomará as medidas para o cumprimento da legislação pela Prefeitura de São Paulo e pela valorização do profissional de segurança.

A Diretoria.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa -

Mais notícias

11 novembro 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
27 agosto 2019

Ação Coletiva: Mais um acordo é firmado pelo SEEVISSP

Informamos que os vigilantes que laboraram na IF3 Soluções em Segurança LTDA, em que foram constadas irregularidades, terão direito a receber uma indenização, proveniente de uma Ação Coletiva de Trabalho promovida pelo SEEVISSP em favor dos trabalhadores, pelo fato da empresa descumprir cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), ao não fornecimento de assistência médica […]
29 julho 2019

13º de aposentados do INSS deve sair no mês que vem

O decreto que antecipa para agosto o pagamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS já está pronto para ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que aguarda conclusão de estudo sobre a disponibilidade orçamentária para autorizar os créditos. A segunda parcela do bônus está programada para ser paga em […]
27 junho 2019

Dieese analisa relatório sobre PEC 06 e publica Nota Técnica

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos faz análise detalhada do relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a PEC 06/2019, editada por Jair Bolsonaro. Para Clemente Ganz Lucio, diretor-técnico do Dieese, houve avanços, mas é preciso estar atento. “Governo e ministro Guedes já sinalizaram que não vão aceitar as mudanças. E podem […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

INFORMATIVO DA SEGURANÇA PRIVADA – OUTUBRO/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083