Sindicalize-se agora!
17 de outubro de 2019
MENU 11 3363.3310

19 de setembro de 2019

Imprimir

Prefeitura de São Paulo deixará mais de 1700 escolas municipais e CÉUs sem segurança a partir de outubro

Chegou ao conhecimento do SEEVISSP (SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE VIGILÂNCIA, SEGURANÇA E SIMILARES DE SÃO PAULO) que a Prefeitura de São Paulo, por meio da Coordenadoria dos Núcleos de Ação Educativa (CONAE), encerrará os contratos de prestação de serviços com todas as empresas de segurança até o dia 31 de outubro, sendo que parte dessas empresas foram comunicadas na audiência pública ocorrida em 10 de setembro e, sendo assim, a partir de 1º de outubro parte de escolas e CEUs já estarão sem seguranças.

Mais uma vez, a Prefeitura de São Paulo se mostra irresponsável neste tipo de atitude, pois a partir de 1º de novembro um total de 1700 escolas municipais e instituições como CEUs estarão sem segurança para atuar preventivamente e intimidar a ação criminosa.

Lamentavelmente, estudantes, professores e servidores municipais que trabalham em instituições de ensino estarão à mercê da insegurança na sociedade paulistana, além do patrimônio público que corre risco de dilapidação.

Durante a audiência pública, os secretários de Educação e de Segurança Urbana informaram que dentro de 3 meses todos os contratos serão encerrados.

A Prefeitura sugere que a Guarda Civil Metropolitana substitua os vigilantes, no entanto, será um grande problema para a corporação alocar cerca de 4.000 integrantes de seu efetivo para suprir essa demanda, considerando que a CGM possui cerca de 6.000 guardas.

Com um contingente insuficiente para o atendimento por parte da GCM, o SEEVISSP mais uma vez repudia a atuação da Prefeitura, pois certamente quem sofrerá é a sociedade que mais necessita da atuação do Poder Público, haja vista que parte das escolas afetadas por essa medida estão alocadas em bairros periféricos da cidade de São Paulo e mais vulneráveis ao vandalismo.

Além disso, tem uma questão social, pois a estimativa é que tal medida resultará na dispensa coletiva de aproximadamente 4.000 vigilantes que atuam nesses locais.

Esperamos que a Prefeitura de São Paulo preste conta à sociedade com medidas efetivas para garantir a segurança nas escolas municipais e CEUs, bem como pela conservação do patrimônio público.

Segue anexo a ata da reunião ocorrida dia 10/09/2019, com 4 empresas de Segurança Privada que terão os contratos encerrados a partir do dia 01/10/2019:
Obs: O nome das empresas foi preservado. 

São Paulo, 18 de setembro de 2019.

Mais informações:

Graciana Siqueira
Jornalista

 

Fonte: Assessoria de Imprensa -

Mais notícias

16 outubro 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
27 agosto 2019

Ação Coletiva: Mais um acordo é firmado pelo SEEVISSP

Informamos que os vigilantes que laboraram na IF3 Soluções em Segurança LTDA, em que foram constadas irregularidades, terão direito a receber uma indenização, proveniente de uma Ação Coletiva de Trabalho promovida pelo SEEVISSP em favor dos trabalhadores, pelo fato da empresa descumprir cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), ao não fornecimento de assistência médica […]
29 julho 2019

13º de aposentados do INSS deve sair no mês que vem

O decreto que antecipa para agosto o pagamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS já está pronto para ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que aguarda conclusão de estudo sobre a disponibilidade orçamentária para autorizar os créditos. A segunda parcela do bônus está programada para ser paga em […]
27 junho 2019

Dieese analisa relatório sobre PEC 06 e publica Nota Técnica

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos faz análise detalhada do relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a PEC 06/2019, editada por Jair Bolsonaro. Para Clemente Ganz Lucio, diretor-técnico do Dieese, houve avanços, mas é preciso estar atento. “Governo e ministro Guedes já sinalizaram que não vão aceitar as mudanças. E podem […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

INFORMATIVO DA SEGURANÇA PRIVADA – OUTUBRO/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083