Sindicalize-se agora!
16 de fevereiro de 2019
MENU 11 3363.3310

17 de junho de 2017

Imprimir

Em apenas dois dias, pelo menos um vigilante é assassinado, um é baleado e outro é refém em assalto a banco

Os vigilantes no Brasil trabalham lado a lado com a violência e o risco de morte. Porém, qualificados e fiscalizados pela Polícia Federal, não recebem o reconhecimento do Estado e são expostos sem equipamentos para a própria segurança. O resultado, é o massacre da categoria. Em apenas dois dias, no Brasil, pelo menos um vigilante foi assassinado, um foi baleado e outro feito refém em um assalto a banco.

Na quarta-feira (14/06), um vigilante foi baleado no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), no Acre. Sem arma e sem o colete balístico, ele foi atingido no tórax. No mesmo dia, um vigilante foi feito refém juntamente com o gerente em assalto ao Banco do Bradesco em Pitangueiras, em São Paulo.

No dia seguinte, quinta-feira (15/05), um vigilante, 34 anos, foi morto a tiros quando fazia ronda em Teixeira de Freitas, sul da Bahia.

Esse massacre tem que acabar. Fornecer melhores equipamentos, como armas potentes, com porte fora de serviço, maior efetivo de vigilantes são cruciais para a vida dos trabalhadores e da população, que será diretamente beneficiada com a segurança.

Pais e mães de família estão perdendo a vida e sofrendo traumas físicos e psicológicos. Para oferecer mais dignidade a categoria, articulamos com deputados e senadores e, entre outras iniciativas, uma esperança está PLS 16/2017, que permite armamentos de calibres maiores aos vigilantes. Precisamos do máximo de mobilização, apoio e divulgação para pressionar as autoridades que se mantêm calados. Essa luta é nossa!

Fonte: CONTRASP - http://contrasp.org.br/noticia/em-apenas-dois-dias-pelo-menos-um-vigilante-e-assassinado-um-e-baleado-e-outro-e-refem-em-assalto-a-banco

Mais notícias

15 fevereiro 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
21 janeiro 2019

Previdência: governo ignora centrais sindicais na formulação da reforma

Enquanto lida com pressões de setores influentes, como militares – que querem ficar de fora da reforma e com forte presença no governo – e servidores públicos, categoria capaz de forte pressão no Congresso, a equipe que elabora os detalhes finais da proposta para endurecer as regras da aposentadoria não abriu as portas para dialogar […]
14 janeiro 2019

Governo estuda desoneração ‘universal’ da folha de pagamento

“A desoneração da folha de salários aconteceu muito em cima de demandas específicas, pontuais, de negociações muito setoriais. O que estamos trabalhando é na desoneração da folha de maneira universal, ampla, geral e sistêmica. O impacto que terá na economia certamente será muito maior e positivo”, disse Cintra ao chegar ao Tribunal de Contas da […]
11 janeiro 2019

Sem Justiça do Trabalho haveria caos administrativo e jurisprudencial

Sem detalhar a proposta, o presidente e parte de seus apoiadores apresentam uma série de argumentos a favor da medida: o ramo trabalhista do Poder Judiciário seria lento e causaria insegurança jurídica por conta das diversas posições que há em seu interior. Ainda segundo Bolsonaro, a Justiça do Trabalho seria uma exclusividade do Brasil. Além […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo da Segurança Privada – Janeiro/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083