Sindicalize-se agora!
22 de janeiro de 2018
MENU 11 3363.3310

19 de dezembro de 2017

Imprimir

Campanha Salarial é fechada – Confira!

Foi concluído na data de ontem, 18/12/2017, pelo conjunto dos sindicatos do Estado de São Paulo, sob a coordenação da FETRAVESP, o acordo da data-base com o Sesvesp – principal Sindicato Patronal. Apesar de todos os prejuízos e receios causados pela malfadada Reforma Trabalhista, e da intensa dificuldade em negociar sob tal prisma, acreditamos que os resultados finais foram favoráveis.

Do nosso ponto de vista, a exaustiva e longa negociação valeu a pena e rendeu bons frutos para a categoria, dentro do que se apresentava possível. O instrumento coletivo está em fase de redação final quanto ao que foi acordado, mas alguns dos principais pontos são os seguintes:

  1. Reajuste linear das cláusulas econômicas, inclusive salário e ticket, segundo a aplicação do índice de 2,8%, correspondente ao IPCA. Dessa forma, conseguimos fechar com o melhor dos índices, uma vez que o INPC, que balizava anteriormente nossas negociações, ficou estabelecido em 1,94%. Sendo assim, acreditamos que conseguimos um benefício real aos trabalhadores nesta época bastante difícil.
  2. Conseguimos manter que a jornada intermitente restrita fique restrita à cláusula de jornada para eventos e episódios eventuais. Com isso, a jornada intermitente não poderá substituir o regime de trabalho mensal; o que consideramos uma das maiores conquistas em face do cenário de precarização trazido pela Reforma Trabalhista.
  3. Também impedimos que  a jornada parcial seja praticada diretamente pelas empresas, como estabelecido pela Reforma Trabalhista. Este instituto continuará dependendo de um acordo coletivo anterior a ser firmado com o Sindicato, que, portanto, mantém sua importância na proteção dos trabalhadores da categoria.
  4. Mantivemos a obrigatoriedade da homologação das rescisões na forma do que sempre ocorreu. Mesmo as rescisões por acordo entre as partes, trazida pela Reforma Trabalhista, terá de passar por homologação nos Sindicatos. Essa medida é importantíssima, pois garante a fiscalização das rescisões pelos sindicatos e, assim, protege os direitos dos trabalhadores no ato da resilição dos contratos.
  5. Conseguimos impedir também a utilização da denominada “jurisdição voluntária” de forma direta na categoria. Essa novidade, trazida pela Reforma Trabalhista, oficializou a popular “casadinha”, quando a empresa obriga o empregado a assinar uma quitação de contrato na Justiça como condição para receber seus direitos. Pois bem, em nossa categoria, isso não será possível, o que é mais uma grande conquista.
  6. A obrigatoriedade dos intervalos intrajornadas de uma hora também foi mantida e o pagamento das horas extras após os limites de 8 horas diárias e 44 horas semanais, o pagamento do período intrajornada de forma corrida na jornada 12×36 e várias outras garantias que estavam ameaçadas.

Por tudo isso, entendemos que a negociação foi bem-sucedida, não só pelos benefícios econômicos alcançados, mas, principalmente pela manutenção de várias garantias que estavam ameaçadas pela recente Reforma Trabalhista.

No início de nossas negociações recebemos a notícia que vários empresários, em assembleia, haviam simbolicamente mostrado uma folha de papel em branco aos demais, afirmando que a convenção seria escrita naquela folha, desconsiderando tudo que havia sido conquistado e consolidado pela nossa categoria ao longo dos anos passados.

Felizmente, com afinco e trabalho, dedicação e utilização de excelência de recursos jurídicos e negociais, conseguimos dar a volta por cima e realçar o valor de nossos companheiros trabalhadores e trabalhadoras.

Acreditamos que seja hora de nos unirmos cada vez mais. Pedimos seu apoio para que possamos enfrentar o intuito de destruição da classe trabalhadora e dos sindicatos.

Nosso Sindicato mostra a cada dia o seu valor e os resultados de sua luta. Precisamos de recursos e incentivo de nossos pares para continuar em nossa luta.

Fique sócio; contribua para o futuro positivo de nossa categoria!

SEEVISSP – Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança e Vigilância de São Paulo.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa -

Mais notícias

19 janeiro 2018

Governo reajusta salário mínimo abaixo da inflação e prejudica 22 milhões de aposentados

Ao reajustar o salário mínimo com índices abaixo da inflação pelo segundo ano consecutivo, o governo conseguiu piorar o que já era ruim. Conforme o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), o acumulado nos últimos 12 meses foi de 2,07%, enquanto o governo repassou apenas 1,81%. Com essa medida absurda e insensata, sob o […]
18 janeiro 2018

SEEVISSP manifesta repúdio às notícias de ameaças, violência e armas que têm sido compartilhadas de forma irresponsável

Diante de diversos áudios e imagens que têm sido compartilhadas em grupos do aplicativo WhatsApp, nos quais pessoas mal-intencionadas se preparam para uma suposta manifestação nos próximos dias 22 e 23 de janeiro, em frente à sede do sindicato,  o SEEVISSP manifesta seu total repúdio a esse tipo de movimento organizado por criminosos que incitam […]
18 janeiro 2018

TERROR: Vigilantes têm supostas bombas presas no corpo em ataque a carro-forte em Porto Alegre (RS)

Logo no dia seguinte, em Pernambuco, dois vigilantes foram baleados em serviço A guerra na segurança privada tomou proporções perturbadoras e os vigilantes seguem encarando a morte diariamente. Nesta quinta-feira (11/01), quatro vigilantes passaram por momentos aterrorizantes num ataque cruel na zona norte de Porto Alegre. Foram cerca de cinco criminosos que atacaram o carro-forte, […]
10 janeiro 2018

Banco é condenado a indenizar funcionário que realizava transporte de valores irregular na Bahia

Mais um caso que visa apenas o lucro a qualquer custo, colocando a vida dos trabalhadores e da comunidade em risco. Desta vez, ocorreu em uma agência do Bradesco em Amargosa, na Bahia, que imputava a um supervisor administrativo do banco a realizar o transporte de valores irregular. A 1ª Turma do Tribunal Regional do […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo Segurança Privada – Outubro 2017

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083