Sindicalize-se agora!
17 de janeiro de 2019
MENU 11 3363.3310

18 de janeiro de 2018

Imprimir

TERROR: Vigilantes têm supostas bombas presas no corpo em ataque a carro-forte em Porto Alegre (RS)

Logo no dia seguinte, em Pernambuco, dois vigilantes foram baleados em serviço

A guerra na segurança privada tomou proporções perturbadoras e os vigilantes seguem encarando a morte diariamente. Nesta quinta-feira (11/01), quatro vigilantes passaram por momentos aterrorizantes num ataque cruel na zona norte de Porto Alegre.

Foram cerca de cinco criminosos que atacaram o carro-forte, renderam e sequestraram os vigilantes. Dois deles tiveram artefatos que seriam supostos explosivos presos no corpo.

Dois vigilantes foram liberados em Canoas e os outros trabalhadores foram deixados próximo ao Aeroporto Salgado Filho. Um deles ainda ficou com o suposto explosivo preso no corpo e, após ser isolado e retirado pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Brigada Militar, foi informado que era um simulacro. Uma verdadeira cena de terror.

Já no dia seguinte, sexta-feira (12/01), dois vigilantes foram baleados na perna com tiros de fuzis em mais um ataque em Pernambuco. Desta vez, o sinistro ocorreu contra um carro-forte da Preserve que seguia sentido Moreno-Recife, na BR-232, próximo ao Moreno Parque Aquático.

Os companheiros passaram por cirurgia e estão em hospitais públicos. Hoje (15/01) pela manhã, o Sindfort-PE paralisou a Preserve reivindicando a transferência dos vigilantes para um hospital particular e a contemplação de um plano de saúde aos vigilantes, que estão sendo massacrados e a empresa vergonhosamente só enrola para aderir ao plano de saúde.

O nosso maior patrimônio é a vida

É desumana a realidade da categoria. Sem o devido reconhecimento na profissão de risco, pais e mães de família protegem vidas e patrimônios de terceiros, sem a segurança que chegarão em casa no final do expediente.

A CONTRASP atua em defesa da vida, trabalhando diariamente em suas campanhas nacionais pela extensão do porte de arma e pela troca de armamento dos vigilantes. Para emplacar estas urgências, articulamos com deputados e senadores e, entre outras iniciativas, uma esperança está PLS 16/2017, que permite armamentos de calibres maiores aos vigilantes.

Precisamos do máximo de mobilização, apoio e divulgação para pressionar as autoridades que se mantêm caladas. Essa luta é nossa!

 

Fonte: CONTRASP - http://contrasp.org.br/noticia/terror-vigilantes-tem-supostas-bombas-presas-no-corpo-em-ataque-a-carro-forte-em-porto-alegre-rs

Mais notícias

16 janeiro 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
14 janeiro 2019

Governo estuda desoneração ‘universal’ da folha de pagamento

“A desoneração da folha de salários aconteceu muito em cima de demandas específicas, pontuais, de negociações muito setoriais. O que estamos trabalhando é na desoneração da folha de maneira universal, ampla, geral e sistêmica. O impacto que terá na economia certamente será muito maior e positivo”, disse Cintra ao chegar ao Tribunal de Contas da […]
11 janeiro 2019

Sem Justiça do Trabalho haveria caos administrativo e jurisprudencial

Sem detalhar a proposta, o presidente e parte de seus apoiadores apresentam uma série de argumentos a favor da medida: o ramo trabalhista do Poder Judiciário seria lento e causaria insegurança jurídica por conta das diversas posições que há em seu interior. Ainda segundo Bolsonaro, a Justiça do Trabalho seria uma exclusividade do Brasil. Além […]
9 janeiro 2019

Visitantes do Cristo Redentor são alertados por vigilantes sobre perigo de assaltos em trilha

Sete turistas argentinas chegaram animadas ao Parque Lage. Com mochilas, tênis adequados e garrafas d’água, elas haviam se preparado para fazer uma trilha até o Cristo Redentor, seguindo uma dica de amigos portenhos que vieram ao Rio no ano passado. Mas, no local, foram aconselhadas a desistir do programa. Um vigilante patrimonial do Parque Nacional […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo da Segurança Privada – Janeiro/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083