Sindicalize-se agora!
20 de agosto de 2018
MENU 11 3363.3310

25 de maio de 2018

Imprimir

Relator aprova texto da troca de armamento na CCJC

Mais uma vitória da CONTRASP na luta pela troca de armamento na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania. Foi aprovada pelo relator o texto da ementa do PLS 16/2017 do Senador Waldemir Moka, que permite o vigilante portar a pistola .40 e no transporte de valores o fuzil 5,56mm.

A ementa altera o art. 22 da Lei no 7.102, de 20 de junho de 1983, para isso o vigilante vai precisar passar por treinamento de manuseio desses armamentos, além das armas serem de fabricação nacional.

O projeto é um pedido de socorro dos vigilantes na guerra desigual a que são submetidos diariamente. Segundo o senador, se o projeto for aprovado reduz a discrepância entre o poder de fogo dos assaltantes e o dos vigilantes e aumenta as chances de defesa e sobrevivência desses profissionais.

“Mais um passo em favor da vida foi dado pela CONTRASP, a troca de armamento começa a se tornar realidade e as autoridades a entenderem os riscos a que estão expostos os trabalhadores da segurança privada. Pois temos o dever de proteger, mas também queremos ter o direito de se defender. A CONTRASP espera sair vitoriosa dessa luta, além de atender um pedido de todos os vigilantes do Brasil”, finaliza João Soares, presidente da CONTRASP.

 

Fonte: Bom Dia Vigilante – Jornal do Sindicato dos Vigilantes de Curitiba e Região - http://contrasp.org.br/noticia/relator-aprova-texto-da-troca-de-armamento-na-ccjc

Jornal SEEVISSP

Informativo Segurança Privada – Outubro 2017

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083