Sindicalize-se agora!
21 de novembro de 2019
MENU 11 3363.3310

27 de abril de 2012

Imprimir

Projeto que fixa piso salarial para vigilantes é aprovado na CAE

Ricardo Koiti Koshimizu

A proposta que cria um piso salarial nacional para os vigilantes passou por mais uma etapa no Senado: foi aprovada nesta terça-feira (24) pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) com modificações que incluem o escalonamento do piso conforme o grau de responsabilidade e risco. O próximo passo na tramitação da matéria será o seu exame pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Esse projeto de lei (PLS 135/10), no entanto, não foi aprovado por unanimidade na CAE. O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) criticou a iniciativa, argumentando que “mais uma vez estaremos criando despesas para estados, municípios e a própria União a partir de decisões do Congresso”. O projeto foi apresentado pelo senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), hoje ministro da Pesca.

O relator da matéria foi o senador José Pimentel (PT-CE). De acordo com o seu relatório, o piso salarial dos vigilantes seria dividido em três faixas, segundo o grau de responsabilidade e risco. Para o grau mínimo, o piso seria de R$ 800; para o grau médio, R$ 950; e para o grau máximo, R$ 1,1 mil. Esse escalonamento havia sido sugerido em relatório anterior do senador Paulo Bauer (PSDB-SC).

José Pimentel afirma em seu relatório que, devido às dificuldades governamentais no combate à violência, principalmente nos grandes centros, os vigilantes empregados por empresas privadas passaram a exercer “um papel relevante no aparato de segurança do país, sendo eles, muitas vezes, que correm os maiores riscos e ficam na linha de frente na prevenção de eventos criminais”.

Por outro lado, Aloysio Nunes questionou o impacto da medida sobre as contas públicas, já que também há vigilantes contratados pelo governo.

– Como aprovar um piso nacional unificado sem ter uma estimativa de custo, sem levar em conta as diferentes capacidades financeiras de municípios e estados? – questionou Aloysio Nunes.

Fonte: Agência Senado

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

 

Mais notícias

19 novembro 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
27 agosto 2019

Ação Coletiva: Mais um acordo é firmado pelo SEEVISSP

Informamos que os vigilantes que laboraram na IF3 Soluções em Segurança LTDA, em que foram constadas irregularidades, terão direito a receber uma indenização, proveniente de uma Ação Coletiva de Trabalho promovida pelo SEEVISSP em favor dos trabalhadores, pelo fato da empresa descumprir cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), ao não fornecimento de assistência médica […]
29 julho 2019

13º de aposentados do INSS deve sair no mês que vem

O decreto que antecipa para agosto o pagamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS já está pronto para ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que aguarda conclusão de estudo sobre a disponibilidade orçamentária para autorizar os créditos. A segunda parcela do bônus está programada para ser paga em […]
27 junho 2019

Dieese analisa relatório sobre PEC 06 e publica Nota Técnica

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos faz análise detalhada do relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a PEC 06/2019, editada por Jair Bolsonaro. Para Clemente Ganz Lucio, diretor-técnico do Dieese, houve avanços, mas é preciso estar atento. “Governo e ministro Guedes já sinalizaram que não vão aceitar as mudanças. E podem […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

INFORMATIVO DA SEGURANÇA PRIVADA – OUTUBRO/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083