Sindicalize-se agora!
23 de março de 2019
MENU 11 3363.3310

6 de junho de 2018

Imprimir

Paulinho se licencia para concorrer à reeleição em outubro e Miguel Torres assume a Presidência da Força Sindical

Em reunião realizada na manhã desta 3ª feira, 5, na sede da Força Sindical, em São Paulo, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, comunicou o seu licenciamento da Presidência da entidade para concorrer à reeleição nas eleições de outubro, buscando seu 4º mandato como deputado federal.

Reunião vice-presidentes da Força - transição da presidencia

Miguel Torres, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM) e vice-presidente da Força Sindical, assume interinamente a Presidência da Central pelos próximos quatro meses. A Secretaria Geral da Central permanece sob o comando de João Carlos Gonçalves, o Juruna, atual secretário-geral.

Para Paulinho, “o importante é mantermos a unidade do movimento sindical em defesa das bandeiras dos trabalhadores e por um Brasil mais justo e igualitário”. Miguel Torres destacou que “vamos trabalhar para fortalecer a luta e manter a pluralidade da Central”.

Abaixo um breve currículo de Miguel Torres:

Miguel Eduardo Torres, tem 59 anos, é casado e tem três filhas. Ativista sindical desde 1979, atua no Sindicato desde 1982. Foi assessor, suplente, diretor e secretário-geral, até ser eleito presidente, em 2008. Em sua trajetória, tomou a iniciativa de várias ações em defesa dos direitos trabalhistas, melhores condições de vida, trabalho e renda para os trabalhadores metalúrgicos e de outras categorias, além de ações de cidadania e de inclusão social de desempregados, jovens, aposentados e população desassistida.

Em 2000, ajudou a Força Sindical na coordenação da Marcha para Brasília pelo pagamento das perdas do FGTS e pelo aumento do salário mínimo; em 2002, foi  membro titular do Conselho Nacional da Assistência Social (CNAS); em 2009, no 6º Congresso da Central, foi eleito vice-presidente da Central. Em 2010, assumiu interinamente a Presidência da Força Sindical e, em 2011, foi eleito presidente da CNTM; foi reeleito em 2015 para a gestão 2017-2021.

Foi um dos idealizadores do movimento “Grito de Alerta – Em defesa da Produção e do Emprego” – e contra a desindustrialização, em 2012. Participa de ações unitárias das centrais sindicais pelo desenvolvimento do Brasil, com valorização do setor produtivo, trabalho decente, redução dos juros e, junto aos governos federal, estadual e Congresso Nacional, de discussões das questões trabalhistas, previdenciárias e sociais.

Assumiu pela segunda vez a Presidência da Central, interinamente, em 2013, e em 2016 esteve novamente na Presidência da Força Sindical trabalhando pela unidade do movimento sindical e pela Pauta Trabalhista. Defende, no meio sindical e junto aos governos federal e estadual, o Compromisso pelo Desenvolvimento, documento elaborado em conjunto com o Sindimaq (indústria de máquinas) e o Sinaees (eletroeletrônicos), e o Programa da Sustentabilidade Veicular (Programa de Renovação da Frota de Veículos) como alternativa para a retomada da produção e do crescimento econômico, e geração de emprego e renda em toda a cadeia

Fonte: Força Sindical - http://fsindical.org.br/forca/paulinho-se-licencia-para-concorrer-a-reeleicao-em-outubro-e-miguel-torres-assume-a-presidencia-da-forca-sindical

Mais notícias

22 março 2019

MP do Trabalho acusa empresas de abuso em demissão por acordo

Criada pela reforma trabalhista, a demissão por comum acordo vem aumentando e atingiu quase 17,8 mil contratos de trabalho em janeiro deste ano. Mas dados do Ministério Público do Trabalho (MPT) indicam que algumas empresas estão coagindo funcionários que não desejam ser dispensados a aceitar este tipo de acordo como forma de pagar menos verbas […]
19 março 2019

Pesquisadora do Dieese explica por que só os bancos ganham com a PEC da Previdência

A coordenadora de pesquisas do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Patrícia Pelatieri, analisou todos os pontos da Proposta de Emenda Constitucional nº 6/2019, do governo Jair Bolsonaro(PSL), que altera o sistema previdenciário brasileiro. A elaboração da proposta foi supervisionada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, defensor da política neoliberal e favorável à atuação dos bancos e empresas privadas com a […]
19 março 2019

5 pontos do Dieese sobre a proposta da reforma da Previdência

A Proposta de Emenda à Constituição número 6, que muda as regras para o acesso e o cálculo de valores de aposentadorias e pensões no Brasil, começa a ser oficialmente debatida na Câmara dos Deputados nos próximos dias. O projeto, apresentado pelo governo de Jair Bolsonaro em 20 de fevereiro, aguarda a escolha de um […]
19 março 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo da Segurança Privada – Janeiro/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083