Sindicalize-se agora!
22 de novembro de 2019
MENU 11 3363.3310

12 de junho de 2019

Imprimir

Metrô, ônibus e trens prometem parar no dia 14

Trabalhadores da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), das linhas 1, 2 e 3 do metrô, 15 (monotrilho) e dos ônibus municipais de São Paulo decidiram aderir à greve geral contra a reforma da Previdência, marcada para dia 14 de junho.

greveCrédito: Divulgação

A informação foi confirmada pelos sindicatos que representam as categorias e pela CUT (Central Única dos Trabalhadores).

O coordenador-geral do Sindicato dos Metroviários, Wagner Fajardo, disse que será a maior paralisação realizada no país. Juntos, condutores, ferroviários e metroviários transportam 20 milhões de pessoas.

“A ideia é que a greve seja de todos e não do transporte. Na paralisação de 2017, a empresa montou um esquema de contingência que não funcionou por falta de passageiros para transportar. Na ocasião, foram transportadas apenas 50 mil pessoas, o que representa 1% do número de usuários do metrô”, diz Fajardo.

Desde o dia 6 de junho, após decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho), o órgão representa também os trabalhadores das linhas 4-Amarela e 5-Lilás.

“A greve precisa acontecer porque a nossa luta não é só contra a reforma, mas contra um governo que tem a marca de ser inimigo dos trabalhadores e da nação brasileira”, afirma o sindicalista.

Outro lado
A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos considera a greve política e prejudicial aos passageiros do Metrô e da CPTM, e condena a atitude dos sindicatos que querem paralisar o transporte público.

Segundo a nota, as empresas estão tomando todas as medidas judiciais necessárias para garantir o transporte na sexta-feira.

A ViaQuatro e a ViaMobilidade, concessionárias responsáveis pela operação e manutenção das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, respectivamente, informam que as operações para o dia 14 de junho permanecem inalteradas.

A SPTrans informa que acompanha a divulgação da adesão pelo sindicato e fará todos os esforços para garantir o deslocamento da população.

Reforma da Previdência
A reforma altera pontos importantes como o fim da aposentadoria por tempo de contribuição, obrigatoriedade de idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulher e aumento de tempo mínimo de contribuição.

Fonte: Força Sindical - http://www.fsindical.org.br/imprensa/metro-onibus-e-trens-prometem-parar-no-dia-14

Mais notícias

21 novembro 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
27 agosto 2019

Ação Coletiva: Mais um acordo é firmado pelo SEEVISSP

Informamos que os vigilantes que laboraram na IF3 Soluções em Segurança LTDA, em que foram constadas irregularidades, terão direito a receber uma indenização, proveniente de uma Ação Coletiva de Trabalho promovida pelo SEEVISSP em favor dos trabalhadores, pelo fato da empresa descumprir cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), ao não fornecimento de assistência médica […]
29 julho 2019

13º de aposentados do INSS deve sair no mês que vem

O decreto que antecipa para agosto o pagamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS já está pronto para ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que aguarda conclusão de estudo sobre a disponibilidade orçamentária para autorizar os créditos. A segunda parcela do bônus está programada para ser paga em […]
27 junho 2019

Dieese analisa relatório sobre PEC 06 e publica Nota Técnica

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos faz análise detalhada do relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a PEC 06/2019, editada por Jair Bolsonaro. Para Clemente Ganz Lucio, diretor-técnico do Dieese, houve avanços, mas é preciso estar atento. “Governo e ministro Guedes já sinalizaram que não vão aceitar as mudanças. E podem […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

INFORMATIVO DA SEGURANÇA PRIVADA – OUTUBRO/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083