Sindicalize-se agora!
15 de junho de 2019
MENU 11 3363.3310

12 de junho de 2019

Imprimir

Metrô, ônibus e trens prometem parar no dia 14

Trabalhadores da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), das linhas 1, 2 e 3 do metrô, 15 (monotrilho) e dos ônibus municipais de São Paulo decidiram aderir à greve geral contra a reforma da Previdência, marcada para dia 14 de junho.

greveCrédito: Divulgação

A informação foi confirmada pelos sindicatos que representam as categorias e pela CUT (Central Única dos Trabalhadores).

O coordenador-geral do Sindicato dos Metroviários, Wagner Fajardo, disse que será a maior paralisação realizada no país. Juntos, condutores, ferroviários e metroviários transportam 20 milhões de pessoas.

“A ideia é que a greve seja de todos e não do transporte. Na paralisação de 2017, a empresa montou um esquema de contingência que não funcionou por falta de passageiros para transportar. Na ocasião, foram transportadas apenas 50 mil pessoas, o que representa 1% do número de usuários do metrô”, diz Fajardo.

Desde o dia 6 de junho, após decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho), o órgão representa também os trabalhadores das linhas 4-Amarela e 5-Lilás.

“A greve precisa acontecer porque a nossa luta não é só contra a reforma, mas contra um governo que tem a marca de ser inimigo dos trabalhadores e da nação brasileira”, afirma o sindicalista.

Outro lado
A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos considera a greve política e prejudicial aos passageiros do Metrô e da CPTM, e condena a atitude dos sindicatos que querem paralisar o transporte público.

Segundo a nota, as empresas estão tomando todas as medidas judiciais necessárias para garantir o transporte na sexta-feira.

A ViaQuatro e a ViaMobilidade, concessionárias responsáveis pela operação e manutenção das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, respectivamente, informam que as operações para o dia 14 de junho permanecem inalteradas.

A SPTrans informa que acompanha a divulgação da adesão pelo sindicato e fará todos os esforços para garantir o deslocamento da população.

Reforma da Previdência
A reforma altera pontos importantes como o fim da aposentadoria por tempo de contribuição, obrigatoriedade de idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulher e aumento de tempo mínimo de contribuição.

Fonte: Força Sindical - http://www.fsindical.org.br/imprensa/metro-onibus-e-trens-prometem-parar-no-dia-14

Mais notícias

13 junho 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
12 junho 2019

Metrô, ônibus e trens prometem parar no dia 14

Trabalhadores da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), das linhas 1, 2 e 3 do metrô, 15 (monotrilho) e dos ônibus municipais de São Paulo decidiram aderir à greve geral contra a reforma da Previdência, marcada para dia 14 de junho. Crédito: Divulgação A informação foi confirmada pelos sindicatos que representam as categorias e pela […]
24 maio 2019

MP 871: veja como o trabalhador garante o auxílio-doença

O trabalhador que fica desempregado precisa ficar de olho no calendário para evitar o risco de perder o direito aos benefícios do INSS, em especial o auxílio-doença. Desde janeiro, o governo Bolsonaro (PSL) aumentou a exigência de novas contribuições para que o segurado volte a ter a cobertura previdenciária. Chamada de qualidade de segurado, ela […]
14 maio 2019

Dieese promove primeiro curso a distância sobre reforma da Previdência

A economista e coordenadora de pesquisas do Dieese, Patrícia Pelatieri, vai ministrar o curso. As inscrições podem ser feitas pelo site da instituição e o valor é de R$ 120. A Escola Dieese destaca que trabalhadores, dirigentes sindicais e militantes associados aos sindicatos parceiros têm desconto. “Queremos justamente deixar o conhecimento que o Dieese tem […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo da Segurança Privada – Janeiro/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083