Sindicalize-se agora!
11 de dezembro de 2017
MENU 11 3363.3310

17 de novembro de 2016

Imprimir

‘Mandava me matar’, diz vigia agredido em roubo na Infraestrutura de Ribeirão

Oito homens armados invadiram secretaria e exigiram chaves de viaturas. Secretário nega falha, mas diz que é preciso contratar segurança armada

*Interior de São Paulo

Um dos seguranças que foi agredido durante o assalto à sede da Secretaria de Infraestrutura de Ribeirão Preto (SP) conta que os suspeitos agiram com violência e que não teve tempo de se defender, ao ser rendido pelo grupo armado.

A Polícia Civil investiga o caso, mas nenhum integrante da quadrilha foi preso ou identificado até esta quarta-feira (16). A Prefeitura informou que a Guarda Civil Municipal (GCM) está realizando a segurança da repartição pública.

“Nunca aconteceu uma coisas dessas comigo antes, em 24 anos de trabalho. Ddois caras me atacaram de uma vez. Dois me bateram e outro mandava para pegar uma pedra e me matar. Ele estava fora do ataque e falava: pega uma pedra e mata ele”, relembra Baltazar Miranda.
O servidor se recupera dos ferimentos na cabeça e no olho direito, e está afastado do trabalho. Miranda afirma que outros dois vigias também foram agredidos pelos homens, que exigiam as chaves das viaturas e a abertura dos escritórios.

“Deram uma gravata, me derrubaram no chão, me deram socos e pontapés no rosto e na cabeça. Já tinham dominado o vigia da guarita e estavam batendo em outro na parte de baixo, no refeitório. E também já tinham amarrado outro [funcionário] com fios”, afirma.
Segundo registro da Polícia Civil, oito homens armados com facas e revólver invadiram o prédio da Infraestrutura, no Jardim Paulistano, na madrugada de terça-feira (8). O grupo pulou a cerca de arame, que é eletrizada.
Após agredir os vigilantes, que não trabalham armados, os suspeitos fugiram levando documentos pessoais e celulares dos servidores, além de R$ 83 em dinheiro.

Segurança insuficiente
Apesar de negar uma suposta falha no sistema de segurança – a secretaria não possui câmeras, por exemplo –, o secretário de Infraestrutura, Osvaldo Braga, reconhece que é preciso contratar agentes armados para permanecer na sede da pasta, na Rua Patrocínio.

“O que realmente existe é a necessidade de se fazer um concurso ou terceirizar o serviço de vigilância armada porque, por ser um local muito grande, um local ermo, teria realmente a necessidade de vigilância armada, principalmente no período noturno”, afirma.
Braga se diz surpreso com a violência da ação, destacando que qualquer medida adotada teria sido insuficiente para evitar o assalto, tendo em vista o número de suspeitos. O secretário a GCM assumiu a segurança do prédio pelos próximos dias.

“Não foram um, dois, ou três assaltantes. Foram dez ou 11 pessoas. É difícil saber do que esse pessoal estava atrás realmente. O que nos causa surpresa é que a maioria estava armada. Por mais segurança que você tenha, impedir dez ou 11 pessoas armadas é difícil”, completa.

Fonte: matéria publicada no site G1 - 17-11-2016 - http://g1.globo.com/sp/ribeirao-preto-franca/noticia/2016/11/mandava-me-matar-diz-vigia-agredido-em-roubo-na-infraestrutura-de-ribeirao.html

Mais notícias

11 dezembro 2017

Sindfort-PE denuncia na Polícia Federal a clandestinidade na escolta armada

O Sindfort-PE está enfrentando uma guerra contra as empresas de transporte de cargas que utilizam a escolta clandestina e, neste momento, pede apoio nacional de todos contra a ilegalidade que virou uma verdadeira catástrofe em Pernambuco. O Sindicato reuniu documentos e denunciou na Polícia Federal a execução irregular do serviço, denunciando inclusive com nome e […]
8 dezembro 2017

Mais um: ataque a carro-forte em Bituruna (PR)

Na tarde de ontem, quarta-feira (06/12), criminosos explodiram um carro-forte da Proforte em Bituruna (PR), na PR-170. Segundo o Sindeesfort-PR, que acompanha o caso, os vigilantes tiveram ferimentos leves devido a fuga na mata. Fisicamente passam bem e agora passam por um processo de cuidados psicológicos. Foram cerca de seis criminosos que participaram da ação, […]
6 dezembro 2017

Criminosos explodem agência dos Correios e caixas eletrônicos no Agreste

Em Lagoa do Ouro, bandidos atingiram os Correios e o Bradesco, e em Correntes, destruíram agência do Bradesco. Ações foram realizadas na madrugada desta quarta (5), segundo a Polícia Civil. Criminosos explodiram na madrugada desta terça-feira (5) uma agência dos Correios e caixas eletrônicos no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, em […]
5 dezembro 2017

Agência bancária em Sena Madureira é invadida e armas de vigilantes são furtadas

Invasão ocorreu na madrugada deste domingo (3). Bandidos fizeram um buraco na parte de trás da agência para entrar. Uma agência bancária da cidade de Sena Madureira, interior do Acre, foi invadida na madrugada deste domingo (3) e as armas que são usadas pelos vigilantes foram furtadas na ação. A Polícia Militar do Acre (PM-AC) […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo Segurança Privada – Outubro 2017

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083