Sindicalize-se agora!
22 de janeiro de 2018
MENU 11 3363.3310

2 de agosto de 2017

Imprimir

Dois ataques a carros-fortes em apenas um dia mostra violência enfrentada na profissão de vigilante

Apesar do desconhecimento por parte da população, a profissão de vigilante é carregada de heroísmo e bravura. São vários os requisitos, estudos e treinamentos para atuar na profissão, que vêm sendo atacada por bandidos violentos quase que diariamente.
 

Apenas na última sexta-feira (28/07), dois ataques a carros-fortes no Brasil. O primeiro ocorreu no período da manhã, em Cabreúva (SP) e o segundo a noite, na BR-277, que liga Curitiba ao Litoral do Paraná.
Em praticamente todos os casos, os criminosos se munem com armamentos de guerra. Agem de forma fria e calculada.
 
E treinados, com fiscalização da Polícia Federal, os vigilantes são deixados a beira da morte: portam armamentos ultrapassados, que nem a segurança pública usa, com difícil manuseamento e baixo alcance.
 
Estes profissionais possuem o dever de proteger o patrimônio e a vida. Mas acontece que sem o reconhecimento, acabam sendo deixados de lado: como estes profissionais, que enfrentam tanta violência diariamente, não possuem armamentos qualificados?
 
A nossa luta diária é para conquistar melhores armamentos, assim como a extensão do porte de arma, e fornecer o poder de defesa e proteção dos trabalhadores.
 
Emplacamos o PLS 16/2017, que está aguardando a designação do relator, que permite calibres maiores aos profissionais vigilantes, em defesa da vida. Outras iniciavas estão sendo cobradas diante das autoridades, com deputados e senadores, para que os vigilantes possam exercer esta profissão de grande responsabilidade e coragem com mais segurança.
 
Exigimos o direito a vida dos nossos trabalhadores. A luta é árdua, mas com a união da categoria e o seu apoio podemos chegar mais longe e mais depressa. Nos ajude a divulgar estas campanhas, a conscientizar sobre a profissão, e assim, fortalecer a categoria para maiores conquistas. Essa luta é nossa!
 
 

Fonte: CONTRASP - http://contrasp.org.br/noticia/dois-ataques-a-carros-fortes-em-apenas-um-dia-mostra-violencia-enfrentada-na-profissao-de-vigilante

Mais notícias

19 janeiro 2018

Governo reajusta salário mínimo abaixo da inflação e prejudica 22 milhões de aposentados

Ao reajustar o salário mínimo com índices abaixo da inflação pelo segundo ano consecutivo, o governo conseguiu piorar o que já era ruim. Conforme o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), o acumulado nos últimos 12 meses foi de 2,07%, enquanto o governo repassou apenas 1,81%. Com essa medida absurda e insensata, sob o […]
18 janeiro 2018

SEEVISSP manifesta repúdio às notícias de ameaças, violência e armas que têm sido compartilhadas de forma irresponsável

Diante de diversos áudios e imagens que têm sido compartilhadas em grupos do aplicativo WhatsApp, nos quais pessoas mal-intencionadas se preparam para uma suposta manifestação nos próximos dias 22 e 23 de janeiro, em frente à sede do sindicato,  o SEEVISSP manifesta seu total repúdio a esse tipo de movimento organizado por criminosos que incitam […]
18 janeiro 2018

TERROR: Vigilantes têm supostas bombas presas no corpo em ataque a carro-forte em Porto Alegre (RS)

Logo no dia seguinte, em Pernambuco, dois vigilantes foram baleados em serviço A guerra na segurança privada tomou proporções perturbadoras e os vigilantes seguem encarando a morte diariamente. Nesta quinta-feira (11/01), quatro vigilantes passaram por momentos aterrorizantes num ataque cruel na zona norte de Porto Alegre. Foram cerca de cinco criminosos que atacaram o carro-forte, […]
10 janeiro 2018

Banco é condenado a indenizar funcionário que realizava transporte de valores irregular na Bahia

Mais um caso que visa apenas o lucro a qualquer custo, colocando a vida dos trabalhadores e da comunidade em risco. Desta vez, ocorreu em uma agência do Bradesco em Amargosa, na Bahia, que imputava a um supervisor administrativo do banco a realizar o transporte de valores irregular. A 1ª Turma do Tribunal Regional do […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo Segurança Privada – Outubro 2017

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083