Sindicalize-se agora!
20 de novembro de 2019
MENU 11 3363.3310

9 de abril de 2012

Imprimir

Coronel reformado vai comandar segurança no campus da USP

SÃO PAULO – Um coronel da Polícia Militar vai comandar a segurança dentro dos campi da Universidade de São Paulo. Luiz de Castro Junior, que foi diretor de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos da Polícia Militar de São Paulo, foi nomeado superintendente de Sergurança nesta quinta-feira e o anúncio foi feito por meio de um boletim da reitoria. Uma das primeiras medidas será analisar o espaço do campus e o entorno para mapear as áreas de risco. No boletim da reitoria, Castro Junior diz que não basta não ocorrer delitos ou atos antissociais, mas reforçar percepção de segurança.

Em maio do ano passado, o estudante Felipe Ramos de Paiva foi morto durante tentativa de assalto no estacionamento da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Viaturas policiais já faziam rondas no campus quando ocorreu o crime, mas depois dele foi formalizado um convênio entre a USP e a PM que gerou protestos de alunos e funcionários. O convênio com a polícia foi firmado em setembro. Em outubro, dezenas de alunos entraram em confronto com a PM perto de um dos prédios da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas depois que três estudantes foram detidos por portar maconha. Em protesto, parte dos estudantes entrou em greve e um grupo decidiu ocupar a reitoria, de onde foi retirado pela Tropa de Choque.

O plano de segurança era coordenado pelo professor Adilson Carvalho, do Instituto de Geociências, que havia sido nomeado em julho no ano passado.

No boletim desta quinta-feira, o reitor João Grandino Rosas afirma que "um professor, por sua formação, não tem as características necessárias para assumir essa área" e que a USP necessita de uma Guarda Universitária mais técnica. "No mercado profissional, não há pessoas preparadas especificamente para a área de segurança, pois não existem cursos superiores nesse campo de estudo no Brasil. A segurança interna em órgãos públicos, universidades e empresas públicas e privadas tem sido feita por oriundos reformados do Exército, das Polícias Militares dos Estados ou da Polícia Civil", diz ele.

A USP informa ainda que o trabalho da Superintendência de Segurança será feito em alinhamento com o Núcleo de Estudos da Violência e o Núcleo de Pesquisa em Políticas Públicas, além de entidades como a Comissão de Direitos Humanos da USP e os institutos São Paulo Contra a Violência e Sou da Paz.

O vice-presidente da Associação de Docentes da USP, César Augusto Minto, da Faculdade de Educação, disse que tomou conhecimento da nomeação por meio da imprensa e que não houve discussão dentro da universidade. Ele não fez críticas diretas à nomeação, mas reafirmou a posição da entidade de que a USP precisa ter uma segurança comunitária adequada a instituição de ensino. Segundo ele, é preciso que a universidade se mantenha como exemplo de democracia à toda a sociedade.

Os estudantes da USP apresentaram à reitoria, no ano passado, um plano de segurança, no qual pediam aumento de iluminação no lugar de soldados.

A USP informou no boletim que dados da Secretaria de Segurança Pública indicam queda de ocorrências no campus. Na comparação de março de 2012 com março de 2011, o roubo de veículos teve queda de 67% e os furtos diminuíram 60%.

 

Fonte: Yahoo!

 

Mais notícias

19 novembro 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
27 agosto 2019

Ação Coletiva: Mais um acordo é firmado pelo SEEVISSP

Informamos que os vigilantes que laboraram na IF3 Soluções em Segurança LTDA, em que foram constadas irregularidades, terão direito a receber uma indenização, proveniente de uma Ação Coletiva de Trabalho promovida pelo SEEVISSP em favor dos trabalhadores, pelo fato da empresa descumprir cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), ao não fornecimento de assistência médica […]
29 julho 2019

13º de aposentados do INSS deve sair no mês que vem

O decreto que antecipa para agosto o pagamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS já está pronto para ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que aguarda conclusão de estudo sobre a disponibilidade orçamentária para autorizar os créditos. A segunda parcela do bônus está programada para ser paga em […]
27 junho 2019

Dieese analisa relatório sobre PEC 06 e publica Nota Técnica

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos faz análise detalhada do relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a PEC 06/2019, editada por Jair Bolsonaro. Para Clemente Ganz Lucio, diretor-técnico do Dieese, houve avanços, mas é preciso estar atento. “Governo e ministro Guedes já sinalizaram que não vão aceitar as mudanças. E podem […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

INFORMATIVO DA SEGURANÇA PRIVADA – OUTUBRO/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083