Sindicalize-se agora!
20 de novembro de 2019
MENU 11 3363.3310

16 de abril de 2012

Imprimir

Copa-14 terá 25 mil seguranças privados só dentro dos estádios

SÉRGIO RANGEL
ENVIADO ESPECIAL A VITÓRIA

O COL (Comitê Organizador Local) da Copa-14 vai formar 25 mil seguranças privados para atuar nos estádios durante o Mundial no país.

A partir do segundo semestre, empresas de vigilância contratadas pelo comitê vão começar a preparar os primeiros grupos que atuarão nas 12 arenas do campeonato.

O conceito de privilegiar agentes de segurança dentro dos estádios foi desenvolvido pela Fifa e é adotado em dezenas de países. A função ainda não existe no Brasil.

Os "stewards", como a entidade chama os seguranças privados, são uma tentativa de desmilitarizar os estádios.

Os novos profissionais vão atuar desarmados e receberão aulas de técnicas de defesa pessoal e imobilização. A estreia do novo modelo de segurança será na Copa das Confederações, em 2013.

Só nas arquibancadas e nas cadeiras, o comitê pretende colocar cerca de 800 "stewards". No total, cerca de 2.000 agentes privados vão trabalhar por partida.

Em jogos de futebol de times de São Paulo com mais de 25 mil torcedores, a polícia escala a partir de 150 homens para cuidar do estádio.

Em grandes clássicos, o número pode chegar a 500.

Na Copa, os "stewards" cuidarão dos estacionamentos, das catracas e das áreas destinadas aos torcedores e jogadores. "Serão um grande legado para a segurança de grandes eventos no país. Depois da Copa, as arenas vão poder manter esses profissionais", afirmou o gerente-geral de segurança do COL, Hilário Medeiros.

Com os seguranças privados espalhados pelos estádios, o efetivo de policiais militares será reduzido dentro das arenas no Mundial.

As forças de segurança ficarão mais focadas nos arredores dos estádios e nas zonas turísticas de cada cidade.

"O trabalho da polícia com os 'stewards' será interligado. Os vigilantes estarão lá para ajudar o torcedor, mas poderão intervir em caso de emergência", disse Hilário, um dos responsáveis pela segurança do Pan-2007.

Policial federal aposentado, foi o coordenador-geral de operações da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) no evento.

Nos jogos da Copa das Confederações e do Mundial, os policiais ficarão em pontos estratégicos dos estádios para intervir só em situações extremas. "Os 'stewards' nos dão uma cobertura total do estádio. Em cada ponto haverá um agente, o que não acontece atualmente nos nossos estádios", contou Hilário.

Policiais estrangeiros também vão atuar nas arenas. Cada seleção terá pelo menos dez policiais de seu país trabalhando nas partidas da equipe. Eles ficarão próximos dos torcedores dos seus países e poderão intervir numa situação de emergência.

CANDIDATO TERÁ DE FAZER DOIS CURSOS

O "steward" terá de se formar vigilante (o Brasil tem 2 milhões formados) e, depois, fazer um curso para tirar a licença de segurança privado em grandes eventos. A Polícia Federal terá R$ 9,8 milhões até 2014 para controlar essa atividade, segundo a Fifa.

Fonte: Folha de S.Paulo

Mais notícias

19 novembro 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
27 agosto 2019

Ação Coletiva: Mais um acordo é firmado pelo SEEVISSP

Informamos que os vigilantes que laboraram na IF3 Soluções em Segurança LTDA, em que foram constadas irregularidades, terão direito a receber uma indenização, proveniente de uma Ação Coletiva de Trabalho promovida pelo SEEVISSP em favor dos trabalhadores, pelo fato da empresa descumprir cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), ao não fornecimento de assistência médica […]
29 julho 2019

13º de aposentados do INSS deve sair no mês que vem

O decreto que antecipa para agosto o pagamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS já está pronto para ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que aguarda conclusão de estudo sobre a disponibilidade orçamentária para autorizar os créditos. A segunda parcela do bônus está programada para ser paga em […]
27 junho 2019

Dieese analisa relatório sobre PEC 06 e publica Nota Técnica

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos faz análise detalhada do relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a PEC 06/2019, editada por Jair Bolsonaro. Para Clemente Ganz Lucio, diretor-técnico do Dieese, houve avanços, mas é preciso estar atento. “Governo e ministro Guedes já sinalizaram que não vão aceitar as mudanças. E podem […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

INFORMATIVO DA SEGURANÇA PRIVADA – OUTUBRO/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083