Sindicalize-se agora!
25 de novembro de 2017
MENU 11 3363.3310

17 de julho de 2017

Imprimir

Centrais Sindicais repudiam aprovação do PLC 38, que valida agressão a direitos

O sindicalismo reagiu com vigor à aprovação da reforma trabalhista, por 50 votos a 26 na noite de terça (11), após sessão tumultuada no plenário do Senado. Centrais Sindicais manifestaram repúdio, em notas divulgadas logo após o encerramento da votação.

Para a União Geral dos Trabalhadores (UGT), a reforma “é injusta e cruel” e foi feita sem a devida discussão com a sociedade. “Essa reforma trabalhista cumpre um desserviço à sociedade, pois retira as garantias asseguradas na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), promove a precarização das relações de trabalho e um enorme retrocesso social”, diz nota assinada pelo presidente Ricardo Patah.

O presidente da CTB, Adilson Araújo, também repudiou a aprovação do projeto, dizendo que Senado impôs retrocesso histórico aos direitos da classe trabalhadora. Segundo o texto, a reforma aprovada “ataca frontalmente nosso povo e mina qualquer projeto de retomada do crescimento que tenha por centro a geração de emprego, o respeito à saúde da classe trabalhadora, a distribuição de renda e o combate à pobreza”.

Segundo o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade, Moacyr Roberto Tesch, o PLC 38 é um projeto de lei irresponsável, que acaba com os direitos conquistados após anos de lutas do movimento sindical. “É inaceitável que se tome medidas contra a população de forma intransigente e sem nenhum diálogo”, diz.

 

Nesta quinta (13), as Centrais devem se reunir para discutir como será a atuação daqui para frente. De acordo com o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves (Juruna), nas discussões sobre o projeto o governo prometeu alterações no texto. “Agora, vamos continuar conversando com eles. O governo fez mais que promessas, há documentos”, afirma.

 

 

Fonte: Agência Sindical - http://www.agenciasindical.com.br/lermais_materias.php?cd_materias=7078&friurl=_-Centrais-Sindicais-repudiam-aprovacao-do-PLC-38-que-valida-agressao-a-direitos-_

Mais notícias

24 novembro 2017

Nota sobre Reforma da Previdência

Novo texto de Reforma da Previdência é um “Black Friday” sobre direitos    A nova proposta de reforma da Previdência Social é apenas uma maquiagem, uma tentativa de esconder as reduções de direitos e de dificultar a adesão à aposentadoria. O novo texto tem apenas mudanças cosméticas, revelando uma maneira de dificultar o acesso às […]
23 novembro 2017

SP: Tentativa de assalto a carro-forte termina com caminhoneiro morto na Tamoios

Criminosos tentaram roubar um carro-forte no km 9 da rodovia em São José. Houve troca de tiros entre suspeitos e os seguranças do veículo. Caminhoneiro passava pelo local e foi atingido. Um caminhoneiro foi morto durante uma troca de tiros entre criminosos e seguranças de um carro- forte em uma tentativa de assalto na noite […]
23 novembro 2017

SP: Criminosos armados com fuzis roubam banco em Piracaia e são presos

Seis homens invadiram a agência e estouraram caixas eletrônicos. Na fuga houve troca de tiros com a polícia. Uma quadrilha foi presa nesta quarta-feira (22) depois de assaltar um banco em Piracaia (SP). Eles estavam armados com fuzis. Ninguém ficou ferido na ação. De acordo com a polícia, a ação foi à tarde, quando seis […]
22 novembro 2017

Nota de Esclarecimento à sociedade e à Imprensa

São Paulo, 22 de Novembro de 2017   Nota de Esclarecimento à Sociedade O SEEVISSP (Sindicato dos Seguranças e Vigilantes de São Paulo), vem por meio desta nota esclarecer que diferentemente do que está sendo divulgado por órgãos de imprensa acerca do  espancamento sofrido pelo ator negro, após supostamente “seguranças da SP TRANS de terminal […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo Segurança Privada – Outubro 2017

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083