Sindicalize-se agora!
28 de janeiro de 2020
MENU 11 3363.3310

6 de abril de 2016

Imprimir

Campinas retira vigilantes de 90 creches e pais de alunos reclamam

Medida foi anunciada pela Educação e já está em vigor. Unidades vão contar com zeladores, com funções mais amplas

Noventa creches da rede municipal de Campinas (SP) deixaram de ter vigilantes a partir desta semana. A rede é composta por 204 unidades, sendo que em 183 delas haviam estes profissionais de segurança até a semana passada.

A medida foi anunciada pela Secretaria da Educação e a explicação seria a otimização das atividades oferecidas. Bairros como Jardim Santa Rosa e Vila Campos Sales foram afetados pela medida. Pais disseram à EPTV, afiliada da TV Globo, estar preocupados com a redução da segurança nas unidades.

Para a dona de casa Arley Rodrigues de Oliveira, a Prefeitura deveria colocar mais vigilantes e não interromper o serviço. “Eles tinham que colocar mais, né. Hoje, a violência está muito grande, é o que você mais vê por aí”, afirma.

Para Vanessa Amorim, dona de casa e mãe de uma aluna de uma das creches da cidade, com essa medida adotada, a confiança diminui. “Eles ficavam em dois. A professora vinha me ver para depois liberar a minha filha. Agora, sem eles [os vigilantes] a gente não sabe o que vai fazer”, desabafou.

Já a aposentada Dalva de Souza afirma que a segurança dos alunos não será mais a mesma. “As crianças, nós, pais e avós, temos confiança neles [seguranças], você pega confiança. São nove anos que conhecemos eles”, reclama. Os pais ainda afirmaram que um abaixo-assinado está sendo feito para ser apresentado aos órgãos responsáveis.

De acordo com a Prefeitura, em todo o município são 204 unidades escolares da rede, escolas infantis e de ensino fundamental, além de creches.

Em 183 delas trabalhavam vigilantes. A secretária de Educação, Solange Villon Kohn Pelicer, explicou que, após o término do contrato com a empresa de segurança, foi feito um estudo que comprovou que nem toda escola da cidade precisaria desse tipo de profissional.

Zelador para otimizar função

Solange afirma que todas as unidades contam com zeladores, que tem funções mais amplas. “Nós temos que lembrar que o vigilante cuida apenas do prédio, já o zelador pode acompanhar a criança”, argumenta.

A secretária ainda afirmou que os critérios para definir quais escolas ficariam ou não com os vigilantes foi o número de casos de vandalismo ou arrombamentos, além do tamanho das unidades. A titular da pasta de Educação garante aos pais que nenhuma criança vai ser prejudicada com a mudança.

O zelador não da conta nem de fazer a zeladoria da escola, quanto mais cuidar das crianças
Carlos Eduardo

A Secretaria reforçou que todas as unidades vão contar com zeladores, que vão cuidar da manutenção da unidade, da abertura e do fechamento do prédio, do auxílio dos alunos e agora também da vigilância do local, no caso das unidades que ficarem sem vigilantes.

Ainda assim, pais como o designer de interiores Carlos Eduardo Benedicto não acreditam na segurança dos filhos. “O zelador não da conta nem de fazer a zeladoria da escola, quanto mais de cuidar das crianças. Nós pagamos as taxas pra isso?”, desabafa.

Ainda de acordo com a Prefeitura, o contrato com a empresa de vigilância foi encerrado e um novo está sendo feito. Os vigias que ficavam nestas creches vão ser remanejados para outras áreas da administração pública.

Fonte: matéria publicada no site G1 - 06-04-2016 - http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2016/04/campinas-retira-vigilantes-de-90-creches-e-pais-de-alunos-reclamam.html

Mais notícias

27 agosto 2019

Ação Coletiva: Mais um acordo é firmado pelo SEEVISSP

Informamos que os vigilantes que laboraram na IF3 Soluções em Segurança LTDA, em que foram constadas irregularidades, terão direito a receber uma indenização, proveniente de uma Ação Coletiva de Trabalho promovida pelo SEEVISSP em favor dos trabalhadores, pelo fato da empresa descumprir cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), ao não fornecimento de assistência médica […]
29 julho 2019

13º de aposentados do INSS deve sair no mês que vem

O decreto que antecipa para agosto o pagamento da primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS já está pronto para ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que aguarda conclusão de estudo sobre a disponibilidade orçamentária para autorizar os créditos. A segunda parcela do bônus está programada para ser paga em […]
27 junho 2019

Dieese analisa relatório sobre PEC 06 e publica Nota Técnica

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos faz análise detalhada do relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a PEC 06/2019, editada por Jair Bolsonaro. Para Clemente Ganz Lucio, diretor-técnico do Dieese, houve avanços, mas é preciso estar atento. “Governo e ministro Guedes já sinalizaram que não vão aceitar as mudanças. E podem […]
18 junho 2019

Nota das Centrais Sindicais sobre a greve nacional de 14 de junho de 2019

As Centrais Sindicais, reunidas nesta segunda-feira, 17/06, avaliaram como muito positiva a greve nacional realizada em 14 de junho, que promoveu paralisações em centenas de cidades e em milhares de locais de trabalho, além de atos e passeatas contra o fim da aposentadoria, os cortes na educação e por mais empregos. O sucesso da mobilização […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

INFORMATIVO DA SEGURANÇA PRIVADA – OUTUBRO/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083