Sindicalize-se agora!
18 de julho de 2019
MENU 11 3363.3310

25 de abril de 2019

Imprimir

1º de Maio unificado contra reforma que retira direitos será no Vale do Anhangabaú

O ato será realizado, pela primeira vez na história em unidade, no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade de São Paulo. O evento que terá como lema: “Em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores e das Trabalhadoras – Contra o Fim da Aposentadoria por mais Empregos e Salários Decentes”, acontece a partir das 10 horas, com apresentações artísticas e culturais. (Veja no final da matéria os artistas confirmados)

LEIA O PANFLETO DO 1º DE MAIO UNIFICADO 2019

O ato será realizado em unidade pela primeira vez na história, no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade de São Paulo. O evento que terá como lema: “Em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores e das Trabalhadoras – Contra o Fim da Aposentadoria por mais Empregos e Salários Decentes”, acontece a partir das 10 horas, com apresentações artísticas e culturais.

A principal razão para que o evento seja realizado em unidade é a luta contra a reforma da Previdência proposta por Jair Bolsonaro (PSL) que, se aprovada, irá impedir os brasileiros de acessarem o direito à aposentadoria ao estabelecer regras difíceis de serem atingidas. . “A reforma do governo não combate as desigualdades, nem os privilégios de alguns setores”, alerta o presidente da Força Sindical, Miguel Torres.

Será um ato com artistas consagrados da música popular brasileira e muita luta contra a proposta do governo de reforma da Previdência. “Vamos unir nossas vozes contra esta nefasta proposta que só prejudica os mais pobres e lutar por políticas que sejam voltadas para o desenvolvimento e a geração de empregos”, ressalta Torres.

As entidades também trazem como bandeiras de luta do evento, a defesa dos direitos trabalhistas, a luta por emprego, direitos sociais, democracia e soberania nacional. “Faremos uma grande mobilização juntos, para impedir que continuem os ataques aos direitos dos trabalhadores”, afirma João Carlos Gonçalves (Juruna), secretário-geral da Força Sindical que destaca, ainda, que não foi feito um amplo debate sobre reforma da Previdência, nem mesmo foi tema central dos debates presidenciais durante a campanha eleitoral do ano passado.

“Agora não só o governo, mas os grandes empresários e políticos alinhados ao governo falam que ela é necessária para solucionar os problemas econômicos do país”, Juruna lembra que discurso parecido foi usado com a reforma trabalhista, mas, um ano e meio após a sua aprovação, o Brasil bate recorde de pessoas sem trabalho: mais de 13 milhões, segundo dados recentes do IBGE.

O 1º de Maio de 2019 tem o apoio da Rádio Top FM, Rede Brasil Atual e TVT.

SERVIÇO

AGENDA – 1º de Maio Unificado das Centrais Sindicais

Data: 1º de maio
Horário: a partir das 10h
Local: Vale do Anhangabaú – Centro de São Paulo

Clique aqui para confirmar presença no evento na capital

Fonte: Força Sindical - http://www.fsindical.org.br/1-de-maio/1o-de-maio-unificado-contra-reforma-que-retira-direitos-sera-no-vale-do-anhangabau

Mais notícias

18 julho 2019

Bom dia CONTRASP

Edição 501 de 2 de janeiro de 2019. Acesse o link e confira as edições do boletim eletrônico da CONTRASP. Bom Dia CONTRASP
27 junho 2019

Dieese analisa relatório sobre PEC 06 e publica Nota Técnica

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos faz análise detalhada do relatório apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) sobre a PEC 06/2019, editada por Jair Bolsonaro. Para Clemente Ganz Lucio, diretor-técnico do Dieese, houve avanços, mas é preciso estar atento. “Governo e ministro Guedes já sinalizaram que não vão aceitar as mudanças. E podem […]
18 junho 2019

Nota das Centrais Sindicais sobre a greve nacional de 14 de junho de 2019

As Centrais Sindicais, reunidas nesta segunda-feira, 17/06, avaliaram como muito positiva a greve nacional realizada em 14 de junho, que promoveu paralisações em centenas de cidades e em milhares de locais de trabalho, além de atos e passeatas contra o fim da aposentadoria, os cortes na educação e por mais empregos. O sucesso da mobilização […]
12 junho 2019

Metrô, ônibus e trens prometem parar no dia 14

Trabalhadores da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), das linhas 1, 2 e 3 do metrô, 15 (monotrilho) e dos ônibus municipais de São Paulo decidiram aderir à greve geral contra a reforma da Previdência, marcada para dia 14 de junho. Crédito: Divulgação A informação foi confirmada pelos sindicatos que representam as categorias e pela […]
+ Notícias

Jornal SEEVISSP

Informativo da Segurança Privada – Janeiro/2019

Edição
Download Todas edições
Sede
LARGO DO AROUCHE, 307
SÃO PAULO/SP CEP 01219-011
11 3363.3310
Subsede
RUA ANDRÉ LEÃO, 64 - BAIRRO SOCORRO
SÃO PAULO/SP - CEP 04762-030
11 5696.6083